10.10.06

capital cruel


a.l.m.

vai doer dizer adeus. e sim, é adeus. adeus a tudo o que foi até hoje. adeus a todos os dias. adeus a qualquer hora. adeus de qualquer forma. adeus a tanto que foi muitas vezes tudo. eu sei que vou chorar.

3 comentários:

Anónimo disse...

dizemos adeus muitas vezes para voltar a dizer, outra e outra e outra...e infinitas vezes, adeus

e choramos sempre mesmo sabendo, à partida, que vamos chorar...

e sorrimos porque soubemos dizer adeus e chorar depois

[seja ao que for, diz sempre adeus de peito aberto]

;)

marta disse...

amiga, sei que te vai custar muito, porque ela é das pessoas mais bonitas que existem. Imagino que te doa mais, porque que vai deixar de estar para os serões de bolo franciscano.
Depois vais tu ter com ela (e comigo ;)) e vamos fazer bolo e beber chá para a capital ... os amigos ficam sempre conosco, habitam em nós e não morrem. São eternos. Para mim és assim... e tu e ela. ajudaram-me muito quando precisei... guardo-vos no coração. beijo
e coração ao alto para a frente, sempre.

franksy! disse...

eu digo adeus de peito muito aberto!
e feliz pelas possibilidades!
o meu eu egoísta está triste... de rastos...

vai custar mesmo muito... e eu sei que não tenho sequer a noção do quanto... e isso assusta-me ainda mais!
eu sei que vocês vão estar sempre comigo! nem vos dava hipótese de não estarem, mas é tão diferente...
será que lisboa me vai roubar todos os amigos??? daqui a pouco até o meu irmão pedro se muda para lá... [esse eu sei que não!]
odeio lisboa!!! e vou começar a passar lá todos os meus tempos livres...