12.6.07

keep me companion


took you two years to win my heart
then two words to break it

13 comentários:

gustavosampaio disse...

final fantasy, do senhor owen, é muito, muito bom!

:)

ana disse...

foi o concerto mai lindo que vi o ano passado e se calhar até hoje... o owen pallett é lindooo! mas pronto, isto tudo para te pedir (outra vez) mil desculpas se te acordei, mas eu tinha de limpar a minha imagem de pessoa que não responde prontamente a mails...
a propósito do keep me companion, também tinha de vir reforçar a minha proposta hiper decente!

um até já cheio de beijinhos repenicados na espera do sol de um safari

franksy! disse...

Eu gostei imenso de conhecer...
Ana, onde viste?! Eu chego sempre atrasada a todo o lado… só descubro as bandas - e normalmente por acaso - depois delas já terem tido todo o êxito o mundo! Eu realmente não vivo bem neste mundo…
Foi mai lindo que o do andrew??? Mas ele não me cantou de parabéns, pois não?! ;)
Eu afinal conhecia a imagem do Owen as peter pan! Mas tenho alguma dificuldade de admirar heróis da pequenada! Já com o Poupas foi a mesma coisa! ;)
Como já te disse, é um prazer e um privilégio ser acordada com tanto carinho!
Eu sei que nós vivemos em fusos horários diferentes, por isso já estou a contar que não me respondas prontamente!
A tua aliciante proposta está aceite! Deixa-me só ter um pouquito mais de vida nos olhos e lá vou eu, que bem preciso!

Quanto ao safari… uma pessoa cai uma vez e fica logo marcada para a vida inteira… é impressionante… ;)

gustavosampaio disse...

eu vi-o no sudoeste... o owen, sozinho em palco, parece uma orquestra de 20 pessoas... vai tocando e gravando segmentos de violino, lançando-os em loop, por vezes três camadas em simultâneo, e ainda canta por cima... brilhante, brilhante, brilhante...

além do mais, é todo giro! e toca com os arcade fire, que deves conhecer, certamente...

beijo barcelonense,

gu.

ana disse...

14 de outubro de 2006 num teatro pequenino em leiria, que por ser tão pequenino, só tornou tudo ainda mais encantador.
oh francisca... foi mai lindo que o andré porque este rapaz tem a particularidade de mexer assustadoramente no meu coração. mas o rapaz do assobio não lhe fica nada atrás...
pois eu e o poupas também tivemos uma relação um bocado difícil... e apesar de ter um pijama do egas e do becas, também não quer dizer nada... eu era mais os ursinhos carinhosos
sim, mas tanto carinho a uma hora tão despropositada... eu cá não me importo que me acordem a que horas for, mas devia ter-me refreado, tenho realmente os horários trocados (falta de responsabilidades na vida) e precisava desesperadamente de te dizer coisas... foi um egoísmo (des)egoísta.
então cá espero para encontrar-mos numa tangente horária com olhos brilhantes...
ah! pois isso do safari... és a única pessoa que conheço que bebe safari... e isso é delicioso! tu! não o safari... o safari não sei... nunca bebi safari! acho eu...

franksy! disse...

Gustavo, a tua persistência é realmente louvável! Eu a pensar que ia ter uns dias de descanso por tu ires para Barcelona, mas nem mesmo no estrangeiro tu me dás uma folga… [porra…]
Rendo-me!
Essa tua descrição do concerto lembra-me o Andrew Bird [aliás, foi por eu gostar de Andrew Bird que o meu Miguelinho – que não o Barreto - me mostrou final fantasy!].

Conheço efectivamente arcade fire [ainda não estou completamente fora do mundo!], mas não fazia a mínima ideia que o senhor final fantasy pertencia à banda…

Ana, esses concertos escondidos em pequenas salas do país são os melhores… como te invejo… devias ter-me levado contigo!
Nunca poderei, por lei e fidelidade, gostar mais do Owen, do que do Andrew! O senhor teria de se esforçar bastante para superar uma prenda de anos daquelas… e tanto quanto eu sei ele nem sequer tem uma happy birthday song!
Quanto à bonecada, eu gostava mesmo, mesmo era do Tom Sawyer e da Ana dos Cabelos Ruivos! Ui… muito gostava eu do Tom Sawyer e da Ana dos Cabelos Ruivos*. Também adorava a Rua Sésamo e era uma assídua, mas, nunca tendo percebido muito bem porquê, admitia que gostava… [a infância tem cada coisa…]
Já dos ursinhos carinhosos, lamento imenso informar-te – e imagino que o teu amor por mim vá sofrer um grande abalo – nunca achei uma piada por aí além….. via, mas não era super fã… mas realmente ursinhos carinhosos é a tua cara! Tu tens um arco-íris na tua barriguinha cor-de-rosa!!!
Quanto ao carinho, pela última vez, Prazer e Privilégio! Não só gosto sempre de receber carinho, como gosto muito de surpresas! Então carinho surpreendente é do melhor que pode haver! ;)
Os meus olhos continuam baços, mas sim, encontrar-nos-emos em breve numa tangente horária; seja para um safari [será que eu sou mesmo a única pessoa que bebe safari?! Toda a gente diz isso…], seja para uma tosta de banana com queijo.
Um beijo [mesmo] muito GRANDE!

* tu nunca pintaste o cabelo, pois não?!

ana disse...

já! de ruivo... :P
uiii o tom sawyer e a ana dos cabelos ruivos!!! temos muito que falar de bonecada... eu (acho que) só não gostava dos transformers

gustavosampaio disse...

chama-se persistência obsessiva: costuma resultar. o único antídoto conhecido é uma providência cautelar na comarca de coimbra.

não pertence aos arcade, mas toca com eles. se ouvires com atenção, sobretudo "funeral", está lá o violino dele, tão querido!

e, francisquinha, não praguejes, "porra", que é feio! e hoje vi umas sapatilhas que tu irias apreciar especialmente...

beijo estoirado,
e hoje ainda há party 2h-8h no forum...

*

franksy! disse...

Eu logo vi!!! Por algum motivo existia tanta empatia!!! :P

Eu também detestava os transformers!!! Aliás, foi a partir dessa altura que os desenhos-animados* começaram a decair!!! Os transformers foram o marco da [horrível] mudança!
Pronto... qual dissertação sobre jovens que tomam café noutras mesas e a music pop brasileira... vem aí uma noitada de desenhos animados, caipirinhas e safaris!!!

* ou, desenhos desanimados, como eu - tão inteligente e inocentemente - lhes chamava quando era mais pequenita!

Gustavo, acho que obsessiva é uma palavra que assenta muito bem! [soubesse eu dessa providência cautelar...]

Estamos sempre a aprender! Agora já sei que quando ouvir o violino nos arcade fire estarei a ouvir o senhor final owen fantasy!

ultimamente eu praguejo... e muito!
e poderia praguejar um pouco mais se visse essas tais sapatilhas [mais umas...] e não as pudesse comprar! [que não poderia, de certeza! Por estes dias em nem o jornal e o pão devo comprar...]

Diverte-te muito e arranja uma namorada que não te dê tempo para respirar!

gustavosampaio disse...

um pouco de psicologia-obsessiva: depois de consumado o desejo, neste caso uma resposta directa da tua parte neste espaço, o objecto de desejo, a resposta, deixa de ser desejado[a].

«nunca aceitaria fazer parte de um clube que me aceitaria de bom grado como seu membro.»

[groucho marx, woody allen, sigmund freud].

a psicologia é muito básica. eu compreendo-a bem, compreendo-me bem, mas nem por isso evito ou altero o que quer que seja. é a natureza humana. pouco ou nada podemos alterar, dominar, controlar.

quanto a namoradas que não me deixam respirar: gostei da dona das sapatilhas de que tu irias gostar. podemos dividir: eu fico com a dona, tu com as sapatilhas. chama-se esther. é catalã. punha-me na linha em três tempos!

;)

over and out
[agora começa a dureza, a sério, por isso não posso vir aqui tão cedo, porra].

franksy! disse...

Está combinado! Trata lá da Esther que eu fico-lhe com as sapatilhas!

gustavosampaio disse...

para além das que eu vi logo no primeiro dia, umas adidas-bota-estilo-do-the-right-thing-a-spike-lee-joint com desenhos que ela própria fez por cima, com várias cores, ontem trazia umas ainda mais cool, tão cool que nem sequer te consigo descrever por palavras, só mesmo vendo [detesto admitir as limitações da escrita, mas neste caso é impossível negar].

portanto, a dúvida é: quais é que vais querer? as primeiras espectaculares, ou as segundas indescritíveis? a dona também utiliza blusas com riscas. mas tu não és muito de riscas. és mais de gatos albinos, sem riscas, sem cores.

beijo* pós-obsessivo,

gu.

franksy! disse...

eu gosto muito de sapatilhas bota... mas acho que opto pelas indescritíveis!