31.3.09

a sociedade tem-me doído tanto…

6 comentários:

Lou Camille (na vida real Sílvia A.) disse...

a mim também. [as várias sociedades!]

Lou Camille (na vida real Sílvia A.) disse...

passar no Porto.... ele disse, passar no Porto!

:(

Luis disse...

sou médico sem carta, mas estou sempre pronto para receitar


se carregar aqui dói? ah, logo vi! olhe, um boteco de queijinhos e vinho branco bem frio. quatro dedos de conversa bem medidos. vai ver, fica como nova.

franksy! disse...

Lou, a minha doi-me sempre mais...

[quanto a passar no porto, o antónio foi sem mim, com dois treinadores e uma pequena atleta! eu fiquei na cidade natal!]

Luís, haverá alguém que faça ingerir um milagreiro medicamento a esta sociedade????

quando vou aos queijinhos - dispenso o branco - e a uns dedos de conversa fico muito bem, mas a sociedade cá fora não pára... e acabo sempre por me esbarrar com ela..

Luis disse...

ó foda-se agora fiquei deprimido também. a sociedade não se cura. nisso já desisti. passei a meter a cura pelo bucho.

pensando bem, a quem estou eu a tentar curar? curem-me primeiro!

hmm posso dizer o que me digo. isso passa. a sociedade passa. a consciência passa.

afinal que dia é hoje?


(ps. não faço ideia dessa história dos atletas, mas acho que no final a pequena atleta ficou com os dois treinadores)

franksy! disse...

Luís, eu não quero deprimir ninguém!!! Longe de mim!!! Mas, se sei que a sociedade não se cura, também sei que nunca a vi tão podre…

Ou serão as minhas percepções a ser alteradas pela vivência?! Sei lá… só sei que me choca… fico indiposta e de chagas na alma a ouvir telejornais…

Talvez passe. Espero que passe. Espero que eu não seja mais que um parente afastado do velho do restelo.

[a menina ficou com o outro que, não sendo mencionado, também é treinador! Perdeu uns jogos e ganhou outros e voltou para casa feliz no mesmo carro com as mesmas pessoas!]