29.4.09

29 de abril sempre, fascismo nunca mais

Contou-me a minha mãe que, quando o pedrinho nasceu, lá na maternidade andava tudo num enorme tumulto e toda a gente mais preocupada em tirar os quadros de salazar da parede do que a responder às chamadas por campaínha que a minha mãe usava para pedir auxilio às enfermeiras!

2 comentários:

dj duck disse...

Os portugueses sempre se preocuparam muito com a saúde do Sr Salazar!
Beijinhos
dj duck

Lou Camille (na vida real Sílvia A.) disse...

"mais vale um pássaro na mão do que dois a voar" é o que toda a gente diz....

mesmo que isto nada tenha a ver com com abri, com 29, com maternidades, ou com o Pedrinho!!!