29.12.10

desaguar


A vida é frágil. Tudo na vida é frágil. Podemos fazer planos para amanhã e nunca os chegar a cumprir. A minha professora de filosofia do décimo ano, Cidália Fachada [tanto que eu podia escrever sobre a Cidália Fachada], dizia que temos sempre a ilusão de sermos imortais ao fazer planos para o futuro, mesmo que [muito] próximo. Independentemente disso, como uma boa iludida que sempre fui, tenho andado a elaborar uma lista de propósitos para o ano de 2011. E eu até sou boa a cumprir os meus desígnios de ano novo [também são bem regados de realismo]. Mas independentemente de o ano estar a acabar ou não, assim que possa vou cumprir um desejo - que não figura na lista - que me assombrou no dia de hoje. Vou ver o mar.

4 comentários:

Nelly disse...

franksy! the awesome wife disse...

Eu vi logo que tu aqui vinhas! Falar em ir ver o mar é quase a mesma coisa que falar em Nelly! :)

bonifaceo disse...

Moro a 15min do mar, mas já não o vejo desde Setembro. (Ou será Agosto?! Não, deve ser Setembro...)

franksy! the awesome wife disse...

quanto mais perto estamos das coisas, mais nos desleixamos!