2.12.10

eu nunca serei um pai de fato. garanto.

Na escola do meu filho, sou o pai tatuado que passa entre os pais de fato. No supermercado, sou aquele que é vigiado pelo segurança a pouca distância. No babeiro, sinto o embaraço no momento de me tocarem na orelha. Mas, quando estaciono o carro, os arrumadores tratam-me sempre por tu e ninguém mete conversa comigo quando vou a uma bomba da gasolina às quatro da manhã.

Debaixo da roupa, estamos todos nus, José Luís Peixoto 
na crónica da visão de 14 de Outubro.

5 comentários:

Nelly disse...

Eu ja admirava o José Luis Peixoto , agora ainda subiu mais na minha consideração...

franksy! the awesome wife disse...

Uma vez fui buscar a Francisquinha à escola e ia com aquelas minhas sapatilhas amarelas e cor-de-rosa com pêlo e uma senhora ficou 53 horas a olhar para mim - especialmente dos joelhos para baixo - e para a francisquinha [que na altura ainda andava ao colo] e eu consegui ler no olhar dela "pobre criança, filha de uma freak" e nesse momento senti-me feliz e tive vontade de ser mãe!

Nelly disse...

AHAHAHAHAHAHAHA !!!!! Lindo!!!!!

A Francisquinha já tem uma boa colecção de sapatilhas, gosta de Pandas, e na foto de familia tu és aquela que ela mais gosta!! Com um pouco de sorte um dia será ser uma "freak" igual a madrinha!!!! :)

franksy! the awesome wife disse...

espero bem que ela seja uma freak bem melhor que a madrinha!!! <3

franksy! the awesome wife disse...

Agora só me falta enfiar-lhe a paranóia dos 53!
eu já tentei... mas ela não esteve muito aberta à minha sugestão!
com tempo lá iremos! :p